Descrição e Motivação Candidatos

Edwin Salazar
Estou interessado em ser parte do LACNOG. Principalmente para poder conhecer as fortalezas dos operadores (ISP, conteúdos, acadêmicos, etc), assim como também das oportunidades de melhora de cada um, a fim de lograr em medio prazo através de um plano de atividades consensualizado por todos.

Jorge Villa
Máster em Telemática e Engenheiro em Telecomunicação, graduado pelo Instituto Superior Politécnico José Antonio Echeverría (Havana, Cuba).
Desde 1993, desenvolve atividades em empresas cubanas de telecomunicações e nos últimos 17 anos, tem trabalhado permanentemente no setor acadêmico, na área de Redes e Telecomunicação de Ministério de Educação Superior, e como Supervisor de Telecomunicação da Rede Nacional Universitária; sendo responsável máximo de desenho e operação técnica da infraestrutura de comunicações dessa rede.

Contribuir para o crescimento e desenvolvimento do LACNOG, a partir do trabalho dentro do Comitê de Programa; como espaço para la geração e análise de conteúdos, tendências e intercambio de idéias, em tópicos de impacto e interesse em nossa comunidade. De igual maneira, fomentar contatos e intercâmbios com fóruns similares em outras latitudes; e consolidar as reuniões de LACNOG, como um espaço de obrigatória participação para a comunidade técnica de operadores de la região.

Lacier Dias
Trabalhei com operação, designer de rede e melhoria de processos para operadoras de telecomunicações, trânsito internet e provedores menores de acesso à internet, visando levar as melhores práticas para estas redes e soluções que tenha aderência e custo benefício atraente.

Hoje atuo em poucos projetos pois minha empresa cresceu e precisa menos de mim, com isso me foquei na carreira acadêmica e palestrante que sempre foi um sonho que hoje posso vivenciar e lendo sobre o trabalho do Lacnog acredito que tem muito a ver com meus objetivos em dividir para multiplicar o conhecimento, não só como professor mas em um projeto maior aonde possamos ajudar a mais operadores a desenvolver suas estruturas de redes e com isso alcançarmos uma estrutura mais solida para toda nossa região Latino-americana que ainda temos muitos países precisando de muito apoio.

Mehmet Akcin
Conheço a grande maioria da comunidade. Tenho trabalhado com outros Comitês de Programa no passado e atualmente no Comitê de Programas de DNS-OARC. Me sinto feliz caso minha contribuição seja necessária para o Comitê de Programas de LACNOG.

Pedro Rodriguez Torres Jr
Professor da Universidade Federal do Paraná e coordenador do ponto de presença da Rede Nacional de Pesquisa no seu estado. Também atua como coordenador técnico do ponto de troca de tráfego (IXP) de Curitiba e coordenador técnico da rede metropolitana de Curitiba. Trabalha com o desenvolvimento de IPv6 e na operação de sistemas autônomos na rede acadêmica brasileira desde 2001.

Pretendo fazer parte do Comitê de Programas do LACNOG para contribuir com o desenvolvimento desse grupo de operadores de redes na região.
Participo do LACNOG, LAC-TF, NANOG, GTER e de outras iniciativas de operadores de redes, com apresentação de trabalhos. Acompanho diversos grupos de trabalho no IETF e recentemente tenho contribuído para a criação do grupo BCOP-LAC (Best Current Operational Practices).

Tomas Lynch
Tomás Lynch recebeu sue título de engenheiro eletrônico da Faculdade de Engenharia da Universidade de Buenos Aires em 1997 y seu M.Sc. in Engineering Management da Faculdade de Engenharia da Florida International University em 2005. Desde 2010, trabalha em Ericsson como Solution Architect III planejando, desenhando e entregando soluções relacionadas com a convergência das redes IP móveis e fixas.
Anteriormente se desempenhou em distintas posiciones na Global Crossing e Impsat Fiber Networks relacionadas com arquitetura de backbone IP. Seus interesses são desenho e arquitetura de redes, integração de redes IP e desenvolvimento da Internet. É membro de ISOC desde el 2000. Participa das reuniões de LACNOG desde el 2010.

Quero que LACNOG tenha mais participação das empresas que fazem Internet em Latinoamérica e Caribe. Mais quantidade de apresentações de operadores e provedores de serviços de rede e prestadores de IXPs, entre outros, são necessárias para que o conhecimento sobre redes IP possa ser amplamente difundido e chegue a mais operadores que de outra forma não têm aproximação com suas empresas pares. Quer dizer, LACNOG como um fórum de novas tendências e também melhores práticas no desenvolvimento e operação de redes.